Deputado Distrital destaca o excesso de infrações cometidas pelas empresas em um ano e a reforça a importância da ampliação do Metrô

Quem depende de ônibus para se locomover no Distrito Federal enfrenta, diariamente, inúmeros problemas. De acordo com reportagem do portal Metrópoles, em um ano as empresas de ônibus da capital do país cometeram mais de 13 mil infrações, uma média de 36 por dia.

Embora o Governo do Distrito Federal e a Câmara Legislativa se empenhem para assegurar os altos repasses da tarifa técnica às cinco concessionárias, as empresas parecem não fazer a sua parte e seguem oferecendo um serviço deficitário.

A tarifa existe para compensar a diferença entre o custo da operação e o valor pago pelo usuário, a fim de garantir a manutenção do preço, sem a necessidade de reajustes.

Infelizmente, entre as principais queixas apresentadas pela comunidade ao gabinete do deputado Distrital Joaquim Roriz Neto (PL) estão a inconstância de horários e os problemas com a frota.

“Um transporte coletivo de qualidade garante inúmeras melhorias para a cidade: desafoga o trânsito, melhora a qualidade de vida da população e contribui para o meio ambiente”, ressalta o distrital.

“Em 1992, meu avô já se preocupava com a mobilidade e, por isso criou o Metrô DF. O governador Ibaneis Rocha, também preocupado com essa pauta já se comprometeu a ampliar a linha do Metrô em Ceilândia e Samambaia. Enquanto isso, sigo fiscalizando às empresas de ônibus do DF. O povo merece respeito”, completa Joaquim Roriz Neto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *